DOENÇAS | HEPATITE A

A Hepatite A é uma doença infecto-contagiosa, causada pelo vírus da família Picornaviridae, que causa uma doença aguda inflamatória do fígado, podendo acometer qualquer idade. Entre os diversos vírus causadores de Hepatite, o tipo A tem especial importância devido à sua alta incidência. O período médio de incubação é de 30 dias, e o período de transmissibilidade (período em que o paciente excreta o vírus pelas fezes, independentemente do quadro clínico) é de 2 semanas antes dos sintomas, até 7 dias após o inicio do quadro clínico. A doença se caracteriza por febre, mal estar, enjôo, dor abdominal, vômitos, coloração amarelada na pele e olhos, fezes claras e urina escura. Muitas vezes a doença pode não apresentar sintomas (forma assintomática). Com a idade, existe a tendência a apresentar doença mais sintomática e prolongada (adolescentes e adultos). Alguns pacientes apresentam a recidiva dos sintomas, mesmo após melhora clínica. A hepatite A não tem a característica de se tornar crônica.

Na grande maioria dos casos, a Hepatite A se comporta como uma doença benigna, com cura espontânea, não exigindo tratamento medicamentoso e sem seqüelas. Porém, alguns casos podem se manifestar com sintomas mais sérios, mais debilitantes, chegando algumas vezes a evoluir de forma "fulminante", geralmente fatal, especialmente em adultos.

A doença pode se apresentar em surtos dentro de escolas, creches e berçários sendo sua transmissão conhecida como fecal-oral, ou seja, através das fezes, saliva e alimentos contaminados. Com a melhoria do saneamento básico, a incidência da hepatite A nas populações de maior recurso tende a diminuir.

Diagnóstico: o diagnóstico de certeza é realizado através de exame sorológico especifico no sangue do paciente.

Tratamento: Não existe um tratamento específico para a doença, somente sintomáticos associados a um repouso relativo. A prevenção mais adequada para hepatite A é através da vacinação.

Voltar