Como se contrai gripe e resfriado: descubra as formas de contágio

A gripe pode ser transmitida através da tosse ou espirro de uma pessoa doente: As gotículas de líquido com o vírus são espalhadas pelo ar, Você também pode espalhar o vírus ao proteger a boca, ao tossir ou espirrar, em seguida segurar algum objeto.

Como ocorre a transmissão do resfriado?

Para compreendermos melhor como ocorre a transmissão do resfriado, é fundamental analisarmos os fatores responsáveis por esse desconforto inicialmente.

Podemos concluir que o resfriado é uma infecção viral que afeta as vias respiratórias. Essa condição ocorre quando o corpo é infectado por determinados tipos de vírus. Em termos gerais, seu funcionamento é semelhante a outras doenças respiratórias, como a gripe.

A principal distinção reside no fato de que o vírus da Influenza é identificado como a única causa específica da gripe, ao passo que os resfriados podem ser desencadeados por uma variedade maior de agentes. De acordo com especialistas, existem mais de 200 tipos diferentes de vírus responsáveis pelo resfriado comum.

Como se contrai um resfriado?

A gripe e o resfriado são doenças que podem ser transmitidas de uma pessoa para outra. Isso acontece quando as gotículas de saliva de alguém infectado entram em contato com as vias aéreas de outra pessoa. Essas gotículas podem ser liberadas durante espirros, tosse ou até mesmo pela fala. Além disso, é possível contrair esses vírus ao entrar em contato com objetos contaminados.

Para evitar a transmissão da gripe e do resfriado, é importante adotar algumas medidas preventivas simples no dia a dia. Lavar as mãos frequentemente com água e sabão é fundamental, principalmente após tossir ou espirrar. Caso não seja possível lavar as mãos, utilizar álcool gel também ajuda a eliminar os germes.

Outra dica importante é cobrir o nariz e boca ao tossir ou espirrar, preferencialmente utilizando um lenço descartável ou até mesmo o antebraço caso não haja lenços disponíveis no momento. Dessa forma, evita-se que as gotículas se espalhem pelo ambiente e alcancem outras pessoas.

Além disso, evitar aglomerações em locais fechados pode diminuir o risco de contaminação pelo vírus da gripe e do resfriado. Manter ambientes bem ventilados também contribui para reduzir a concentração desses agentes infecciosos no ar.

Por fim, lembrar-se de limpar regularmente superfícies como maçanetas, telefones celulares e teclados pode ajudar a prevenir a propagação dessas doenças através do contato com objetos contaminados.

Seguindo essas dicas simples no dia a dia, é possível reduzir significativamente o risco de contrair gripe e resfriado, além de contribuir para a proteção da saúde das pessoas ao nosso redor.

Como ocorre a contaminação pelo resfriado?

Dentre os diversos vírus que podem causar um resfriado comum, o rinovírus e o parainfluenza são os mais comuns. No entanto, é importante destacar que contrair um resfriado não está relacionado a ficar exposto ao frio ou pisar em superfícies geladas. Vamos explorar essa questão de forma mais detalhada?

Em geral, para contrair um resfriado, é preciso que o vírus entre em contato com as vias aéreas superiores, como os seios nasais, laringe e faringe. Uma vez lá dentro, ele invade as células respiratórias e interfere em seu funcionamento normal, utilizando-as como local de reprodução.

Existem três principais modos pelos quais a transmissão viral pode ocorrer, levando ao ponto mencionado anteriormente.

Existem três formas principais de transmissão do vírus: através da inalação, pelo contato direto com secreções de uma pessoa resfriada e por meio do contato indireto com secreções contaminadas.

Como ocorre a transmissão da gripe e do resfriado?

Esse é o principal meio que se pega um resfriado, inalando partículas dispersas no ambiente que contém certa carga viral, contaminando o sistema respiratório quando o patógeno – microrganismo causador da infecção – entra em contato com as vias aéreas.

Geralmente, esse material é liberado no ar quando alguém com um resfriado espirra, tosse ou fala. Nesses momentos, pequenas gotículas de saliva são expelidas. Essa secreção ajuda a capturar o vírus e facilitar sua eliminação do corpo. Portanto, quando essas gotículas são lançadas para fora do organismo, também há uma quantidade significativa do vírus presente nelas.

You might be interested:  Fotos Das Primeiras Verrugas Do Hpv

É comum que as pessoas próximas a alguém resfriado também acabem contraindo o vírus rapidamente devido ao convívio e à proximidade no mesmo ambiente.

Transmissão direta de secreção de pessoa com resfriado

Uma maneira adicional de contrair um resfriado de alguém próximo é quando entramos em contato direto com as secreções da pessoa doente e tocamos o rosto, especialmente nas regiões dos olhos, nariz e boca, antes de realizar qualquer tipo de higienização.

Um exemplo comum desse cenário acontece quando uma criança está resfriada e com o nariz escorrendo. Assim, quando os pais limpam a secreção e ajudam os filhos a assoar as narinas, podem se descuidar e transportar o vírus para o seu próprio sistema respiratório.

Transmissão indireta por secreção contaminada

Apresentamos um método de transmissão menos comum, porém ainda relevante e que merece ser explorado.

A transmissão indireta ocorre quando alguém que está resfriado espirra, tosse ou assoa o nariz e depois entra em contato com uma superfície compartilhada ou objeto. Se outra pessoa tocar nesses itens, ela pode acabar se contaminando com o vírus.

Por último, caso ela não cumpra todas essas etapas e deixe de higienizar as mãos adequadamente com água e sabão ou álcool em gel antes de tocar o rosto, há o risco de contrair o vírus e desenvolver um resfriado.

A relação entre o frio e a incidência de resfriados

É importante esclarecer que pisar no chão frio, tomar chuva ou ficar com o cabelo molhado não são diretamente responsáveis pelo resfriado. No entanto, existe uma relação entre o clima frio e um maior número de casos dessa doença respiratória.

A solução reside principalmente nos costumes que adotamos durante o período frio, nos meses de outono e inverno. Durante essa época, é frequente passarmos longos períodos em ambientes fechados, sem a ventilação natural necessária para renovar o ar e reduzir a presença do vírus no local.

Além disso, podemos mencionar alguns elementos que influenciam no crescimento dos casos, tais como:

As condições climáticas frias e secas podem favorecer a sobrevivência do vírus no ambiente. Além disso, é comum que as pessoas se descuidem dos hábitos básicos de higiene, como lavar as mãos adequadamente, devido à baixa temperatura. O clima frio também pode estimular as pessoas a ficarem mais próximas umas das outras, o que facilita a propagação do resfriado. Além disso, o ar seco e frio afeta as barreiras naturais do organismo contra esses invasores, deixando as mucosas ressecadas e desprotegidas. Por fim, experiências que causam choque térmico podem ter um impacto negativo nas defesas do organismo quando saímos de ambientes aquecidos para locais mais frios ou vice-versa.

Causas da gripe

A gripe, causada pelo vírus influenza, é uma doença que pode surgir de forma repentina. Seus sintomas incluem febre, vermelhidão no rosto, dores no corpo e cansaço. É comum que esses sintomas diminuam entre o segundo e o quarto dia da infecção enquanto os sintomas respiratórios se intensificam. Nesse estágio, é frequente ocorrer tosse seca.

Para lidar com a gripe e aliviar seus sintomas, algumas dicas podem ser úteis. Primeiro, é importante descansar bastante para permitir que o corpo combata a infecção adequadamente. Beber líquidos em abundância também ajuda na hidratação e na eliminação das toxinas do organismo.

Além disso, medicamentos antitérmicos podem ser utilizados para reduzir a febre e aliviar as dores corporais associadas à gripe. No entanto, é fundamental seguir as instruções médicas ou farmacêuticas ao tomar qualquer medicamento.

Outra medida importante é evitar o contato próximo com outras pessoas durante o período de contágio da gripe para não transmiti-la a outros indivíduos saudáveis. Lavar as mãos regularmente com água e sabão ou usar álcool em gel também contribui para prevenir a propagação do vírus.

Prevenção e tratamento eficazes para resfriados

Após compreendermos as origens e os meios de contágio do resfriado, é essencial conhecermos as medidas necessárias para tratar e prevenir essa infecção, incluindo informações sobre sintomas, duração e outros aspectos relevantes. Continue lendo para saber mais!

Sintomas comuns de um resfriado: o que você precisa saber

De maneira geral, os principais sinais do resfriado comum incluem a presença de coriza e congestão nasal. Isso ocorre quando o muco se acumula nas narinas e escorre pelo nariz, causando desconforto e dificuldade para respirar pelo nariz.

Apenas as crianças e pessoas com o sistema imunológico enfraquecido tendem a apresentar um certo aumento da temperatura corporal.

Duração do Resfriado: Quanto tempo leva para se recuperar?

O resfriado tem um período de incubação curto, geralmente entre 24 e 72 horas após a exposição ao vírus. Nesse intervalo de tempo, os sintomas começam a se manifestar na pessoa infectada.

A duração do resfriado pode variar de pessoa para pessoa, mas geralmente os sintomas persistem por cerca de quatro a sete dias. Em alguns casos, o resfriado pode durar um pouco mais, em torno de dez dias.

You might be interested:  A Pandemia da Gripe Espanhola: Um Olhar sobre o Passado

Em certos casos, a tosse pode continuar por um tempo prolongado mesmo após o desaparecimento dos outros sintomas.

Duração da transmissibilidade do resfriado: por quanto tempo?

É importante destacar a duração da transmissibilidade do resfriado, ou seja, por quantos dias uma pessoa que está com o vírus pode contaminar outras através do contato. De forma geral, o vírus pode ser transmitido ao longo de todo o período em que os sintomas estão presentes.

No entanto, a fase mais transmissível ocorre nas primeiras 48 horas após o surgimento dos sintomas. Após esse período, a quantidade de vírus no corpo tende a diminuir devido à resposta imunológica que combate a infecção.

Concomitantemente, os sinais podem começar a demonstrar uma melhora progressiva, até que a restabelecimento seja total em alguns dias adicionais.

Prevenção e tratamento de resfriados: saiba como evitar e cuidar dessa condição

Para finalizar esse conteúdo sobre como se pega o resfriado comum, vamos listar algumas dicas para prevenção e tratamento de infecções respiratórias, como também é o caso da gripe. Confira:

Além disso, adotar hábitos de higiene adequados é essencial na prevenção de doenças respiratórias. Lembre-se sempre de lavar as mãos com frequência ou usar álcool em gel para desinfetá-las. Evite compartilhar objetos pessoais, especialmente talheres e copos.

Se você estiver resfriado, evite espalhar o vírus mantendo uma distância segura das outras pessoas. Descanse bastante e beba muita água para ajudar o corpo a se recuperar. Alimente-se com pratos saudáveis como sopas de legumes, canjas e caldos.

Para aliviar os sintomas do resfriado, os remédios antigripais são recomendados por sua ação analgésica, antialérgica e antitérmica. Eles reduzem a dor, irritação das mucosas e controlam a temperatura corporal.

Esperamos que tenha gostado do post e aprendido não só como se pega um resfriado, mas também o que fazer para prevenir e tratar essa virose respiratória. Para mais dicas e guias informativos como esse, confira mais posts do blog.

Benegrip é um medicamento eficaz no combate aos sintomas da gripe. Sua versão tradicional conta com dois comprimidos, um verde e outro laranja, que atuam no alívio das dores, febre e congestão nasal.

Apresentamos o Benegrip Multi, um medicamento líquido infantil desenvolvido para crianças a partir de 2 anos. Sua composição é à base de paracetamol, que atua no combate às dores e febre. Além disso, possui propriedades descongestionantes e antialérgicas que auxiliam no alívio do nariz entupido. Conheça agora o Benegrip Multi e cuide da gripe das crianças!

Benegrip Multi Dia e Multi Noite são produtos desenvolvidos para tratar os sintomas específicos do dia e da noite. Com propriedades analgésicas e descongestionantes poderosas, essas fórmulas foram cuidadosamente elaboradas para atender às necessidades diferentes de cada período. A versão Dia não causa sonolência e contém um componente que alivia a congestão nasal. Por outro lado, a versão Noite possui um antialérgico que auxilia na obtenção de uma boa noite de sono. Descubra como esses produtos podem ser úteis para você.

Apresentamos uma fórmula poderosa que combina uma alta concentração de ativos, incluindo 800mg de paracetamol e 20mg de fenilefrina. Essa combinação oferece um tratamento eficaz para os sintomas específicos que você está enfrentando.

Informações sobre o produto: Benegrip é um medicamento disponível em diferentes versões, como Benegrip Multi, Benegrip Multi Dia e Benegrip Multi Noite. Essas opções oferecem benefícios específicos para alívio dos sintomas relacionados ao resfriado e à gripe.

Benegrip é um medicamento utilizado para o tratamento dos sintomas da gripe e resfriado. Existem diferentes versões do Benegrip, cada uma com composições específicas para atender às necessidades dos pacientes. O Benegrip Multi contém paracetamol, cloridrato de fenilefrina e maleato de carbinoxamina, sendo indicado como analgésico, antitérmico e descongestionante nasal em casos de problemas nas vias aéreas superiores. Já o Benegrip Multi Dia possui paracetamol e cloridrato de fenilefrina, sendo eficaz no alívio da dor, febre e congestão nasal causadas pela gripe ou resfriado. Por fim, temos o Benegrip Multi Noite que combina paracetamol, cloridrato de fenilefrina e maleato de carbinoxamina para tratar os sintomas das gripes e resfriados durante a noite, incluindo dor, febre, congestão nasal e coriza. É importante lembrar que caso os sintomas persistam é necessário consultar um médico.

O frio causa resfriado?

O frio não causa diretamente a gripe ou o resfriado, mas pode facilitar a propagação dessas doenças. Isso ocorre porque muitos vírus, como o rinovírus (responsável pelo resfriado comum) e o influenza (causador da gripe), permanecem infecciosos por mais tempo e se replicam mais rapidamente em temperaturas mais frias.

1. Contato direto: A principal forma de contágio é através do contato direto com pessoas infectadas. Apertar as mãos, beijar ou compartilhar objetos pessoais são maneiras comuns de transmitir os vírus.

2. Gotículas respiratórias: Ao tossir ou espirrar, as pessoas liberam pequenas gotículas que podem conter os vírus causadores da gripe e do resfriado. Essas gotículas podem ser inaladas por outras pessoas próximas.

You might be interested:  Remédio para gripe sem efeito sonolento

4. Ambientes fechados: No inverno, tendemos a passar mais tempo em ambientes fechados onde há maior aglomeração de pessoas. Isso facilita a disseminação dos vírus respiratórios.

5. Baixa umidade do ar: O ar seco durante o período frio pode afetar nossas vias respiratórias, deixando-as menos eficientes na remoção dos agentes infecciosos.

7. Mudanças de temperatura: As variações bruscas de temperatura podem irritar as vias respiratórias e facilitar a entrada dos vírus no organismo.

9. Hábitos higiênicos inadequados: A falta de cuidados básicos com a higiene pessoal, como lavagem adequada das mãos e cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar, contribui para a disseminação dos vírus.

10. Baixa vacinação: A baixa taxa de vacinação contra gripe também favorece sua propagação durante os meses mais frios do ano.

É importante lembrar que essas medidas preventivas são eficazes tanto no inverno quanto em outras épocas do ano para evitar a transmissão da gripe e do resfriado.

Duração da transmissibilidade da gripe

O período de transmissão do vírus da gripe e resfriado pode variar dependendo da idade. Em crianças, o vírus pode ser transmitido por até 14 dias, enquanto nos adultos esse período é reduzido para até sete dias.

É importante destacar que a doença pode começar a ser transmitida antes mesmo do surgimento dos sintomas. Ou seja, uma pessoa infectada já pode estar disseminando o vírus um dia antes de apresentar qualquer sinal da doença.

Durante o período em que os sintomas estão presentes, principalmente quando há febre, existe um maior risco de contágio. Isso ocorre porque as gotículas respiratórias expelidas pela pessoa infectada ao tossir ou espirrar podem conter partículas virais capazes de contaminar outras pessoas próximas.

1. Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos.

2. Utilizar álcool gel quando não for possível lavar as mãos.

3. Evitar tocar no rosto (olhos, nariz e boca) sem ter higienizado as mãos previamente.

4. Cobrir a boca e nariz ao tossir ou espirrar com lenço descartável ou com o antebraço.

5. Evitar contato próximo com pessoas doentes.

6. Manter ambientes bem ventilados.

7. Limpar regularmente superfícies tocadas frequentemente (como maçanetas e telefones).

8. Utilizar máscaras faciais em locais públicos onde haja aglomeração ou recomendação das autoridades sanitárias.

10. Evitar locais fechados e com pouca circulação de ar.

Seguindo essas medidas, é possível reduzir significativamente as chances de contágio da gripe e resfriado, protegendo a si mesmo e também contribuindo para a saúde coletiva.

A relação entre ficar doente e se molhar na chuva

O clima chuvoso pode facilitar a propagação do vírus da gripe. Um estudo realizado por universidades dos Estados Unidos em parceria com o Instituto Nacional de Saúde (NIH) descobriu que os vírus, como o da gripe, se espalham mais facilmente em climas frios e secos ou úmidos e chuvosos.

A transmissão da gripe ocorre principalmente através das gotículas expelidas pela pessoa infectada ao tossir, espirrar ou falar. Essas gotículas podem conter o vírus e serem inaladas por outras pessoas próximas. No entanto, quando está frio e seco ou úmido e chuvoso, as partículas de água no ar ajudam a manter as gotículas suspensas por mais tempo, aumentando assim as chances de alguém entrar em contato com elas.

Além disso, durante esses períodos climáticos favoráveis à propagação do vírus da gripe, é comum que as pessoas passem mais tempo em ambientes fechados para evitar o desconforto externo. Isso cria condições ideais para a disseminação do vírus entre indivíduos próximos uns aos outros.

Pode-se contrair gripe sem sair de casa?

Quando uma pessoa está doente com gripe ou resfriado, ela tende a deixar secreções respiratórias cheias de vírus em objetos que toca. Essas secreções podem estar presentes em superfícies como maçanetas, corrimãos, telefones e teclados de computador. Se você entrar em contato com essas superfícies recentemente contaminadas e depois levar o vírus para a boca, nariz ou olhos, há uma grande chance de ficar doente também.

É importante lembrar que os vírus da gripe e do resfriado são transmitidos principalmente por meio das gotículas expelidas quando alguém infectado tosse ou espirra. No entanto, eles também podem sobreviver por algum tempo fora do corpo humano e se espalhar através do contato indireto com objetos contaminados.

É possível contrair resfriado no frio?

Para prevenir a propagação da gripe e do resfriado, é importante adotar medidas de higiene adequadas, como lavar as mãos regularmente com água e sabão ou usar desinfetante para as mãos à base de álcool. Também é recomendado cobrir a boca ao tossir ou espirrar usando o antebraço ou um lenço descartável.