Gestante Pode Receber Vacina Contra a Gripe?

Gestante Pode Tomar Vacina Da Gripe

– Gestantes : apresentam maior risco de doenças graves e complicações causadas pela influenza, podem ser vacinadas em qualquer idade gestacional.

Vacinação contra a gripe durante a gravidez: é recomendado tomar?

A transmissão da gripe ocorre principalmente pelo ar e é mais comum durante os meses frios do outono e inverno, quando as temperaturas estão baixas e as pessoas tendem a se reunir em ambientes fechados.

A doença é provocada por um vírus e manifesta-se através de febre, dores musculares, congestão nasal, dores de cabeça e tosse seca. Em pessoas com o sistema imunitário mais frágil – como é o caso das grávidas – pode evoluir para quadros mais graves, que incluem pneumonia. Durante a gravidez, o organismo das mulheres fica mais vulnerável a infeções e o risco de complicações de uma gripe são maiores. Ao contraírem infeção pelo vírus da gripe, as grávidas estão sujeitas a maiores restrições na toma de medicamentos (pois estes podem afetar o feto) e o risco de um parto prematuro e do nascimento de um bebé de baixo peso são maiores. A melhor forma de prevenir a doença é, então, a vacinação.

Vacina da gripe: momento ideal para tomá-la

A vacina contra a gripe está disponível durante a temporada de gripes, que ocorre entre os meses de outubro e março. É recomendado que as mulheres grávidas se vacinem após as 12 semanas de gestação, quando o risco de aborto espontâneo é menor. Embora não haja evidências de associação entre a vacina da gripe e abortamento, é comum evitar a vacinação no primeiro trimestre da gravidez por precaução.

Vacinação contra a gripe durante a gravidez e seu impacto no bebê

A vacina da gripe protege as mulheres grávidas da doença mas também os recém-nascidos. Os bebés nascem com um sistema imunitário frágil e só podem ser vacinados a partir dos seis meses de vida. Quando nascem, os bebés estão protegidos com os anticorpos da mãe transmitidos através da placenta durante a gravidez e pelo leite materno depois do parto. Se a mãe tiver sido vacinada, os anticorpos também irão proteger o bebé nos primeiros meses de vida.

You might be interested:  Qual remédio dar para bebê com gripe: dicas e recomendações

De acordo com uma pesquisa realizada na Universidade de Utah, nos Estados Unidos, foi constatado que bebês cujas mães receberam a vacina contra a gripe durante a gravidez apresentaram um risco reduzido de 64% para o desenvolvimento de sintomas gripais e um risco diminuído em 70% para infecções respiratórias nos primeiros seis meses de vida.

Gestantes podem receber vacina contra a gripe?

Durante a gestação, é importante que as mulheres se atentem à vacinação adequada. As principais vacinas recomendadas são: DTPa (tríplice acelular), Hepatite B e Gripe. A vacina contra a gripe está inclusa no calendário oficial de imunização e pode ser aplicada gratuitamente nos postos de saúde para todas as mães.

Lista das vacinas recomendadas durante a gestação:

1. DTPa (tríplice acelular)

2. Hepatite B

3. Gripe

É essencial seguir o acompanhamento médico e verificar com o profissional de saúde quais outras vacinas podem ser necessárias durante esse período tão especial da vida da mulher.

Efeitos secundários da vacina da gripe durante a gravidez: o que saber?

A vacina contra a gripe pode causar vermelhidão e leve desconforto no local da aplicação, porém esses efeitos são temporários. Algumas pessoas também podem experimentar dores de cabeça, dores musculares, náuseas e cansaço após receberem a vacina, mas esses sintomas geralmente desaparecem em alguns dias.

É seguro tomar vacina durante a gravidez?

Existem algumas vacinas que as grávidas devem evitar. Aquelas feitas com vírus ou bactérias enfraquecidos, mas ainda vivos, não são recomendadas durante a gestação. Se uma mulher tomar essa vacina sem saber que está grávida, não é necessário tomar medidas especiais imediatamente, mas é importante buscar acompanhamento médico.

É essencial ter conhecimento sobre quais vacinas são seguras durante a gravidez. Por exemplo, a vacina contra o tétano e difteria (dT) é considerada segura e recomendada para todas as gestantes no Brasil. No entanto, outras vacinas como tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola), varicela (catapora) e febre amarela devem ser evitadas durante esse período.

You might be interested:  Criança com resfriado pode aproveitar a piscina?

Se você estiver planejando engravidar ou já estiver grávida e precisar de alguma imunização específica, consulte sempre um profissional de saúde antes de receber qualquer tipo de vacina. Eles poderão avaliar seu histórico médico completo e orientar sobre quais opções estão disponíveis para garantir sua saúde e a do bebê.

Lembre-se também da importância do acompanhamento médico regular ao longo da gravidez. Além das consultas pré-natais habituais, informe ao seu médico se você tomou alguma vacina recentemente ou se suspeita estar grávida após ter sido imunizada com algum tipo de imunizante vivo atenuado.

A eficácia da vacina contra a gripe

A vacina contra a gripe é uma medida eficaz para prevenir a doença, mas não oferece uma proteção completa. Portanto, mesmo que você tenha sido vacinado(a), ainda é possível contrair a gripe. No entanto, os sintomas geralmente são mais leves e há menos chances de complicações graves que necessitem de internação hospitalar. Mesmo assim, é importante que as mulheres grávidas consultem seu médico para obter orientações específicas sobre o assunto.

Vacinas recomendadas para gestantes

A vacina da gripe, também conhecida como influenza, é segura para gestantes. Ela pode ser tomada durante a gravidez para proteger tanto a mãe quanto o bebê contra os vírus da gripe. É importante que as gestantes sejam imunizadas porque elas têm um risco maior de complicações graves causadas pela doença.

Além da vacina da gripe, existem outras vacinas recomendadas para gestantes. A tríplice bacteriana (dTpa) previne difteria, tétano e coqueluche e é indicada no final do segundo trimestre ou início do terceiro trimestre de gravidez. As vacinas contra hepatite B e hepatite A são importantes para prevenir infecções hepáticas tanto na mãe quanto no bebê.

As vacinas pneumocócicas ajudam a prevenir pneumonia, meningite e outras infecções causadas pelo pneumococo em adultos. Já as vacinas meningocócicas conjugada ACWY e meningocócica B protegem contra diferentes tipos de bactérias que podem causar doenças graves como meningite.

Outras duas importantes vacinas são a febre amarela, que deve ser administrada antes de uma viagem para áreas endêmicas ou quando há surtos dessa doença; e a tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola), especialmente importante caso não tenha sido aplicada anteriormente à gravidez.

É sempre essencial consultar um profissional de saúde antes de tomar qualquer tipo de medicamento ou fazer qualquer procedimento durante a gravidez. O médico poderá avaliar cada caso individualmente e recomendar quaisquer precauções adicionais necessárias.

You might be interested:  Exame para detectar hepatite

A vacina da gripe protege contra o vírus SARS-CoV-2 e a COVID-19?

O vírus que está causando a atual pandemia não é um vírus da gripe, mas sim um novo tipo de vírus chamado Coronavírus. Por essa razão, a vacina contra a gripe não tem efeito sobre esse vírus específico. Assim como acontece com a gripe, proteger-se do SARS-CoV-2 requer medidas como o uso adequado de máscaras, lavagem regular das mãos e evitar contatos de risco. Essas precauções são essenciais para prevenir essa doença.

Posso tomar a vacina contra a gripe se estiver grávida?

Acreditar que as grávidas não devem receber a vacina contra a gripe é um equívoco. Na verdade, as grávidas são consideradas um dos grupos prioritários para receber essa vacina, de acordo com as recomendações da Direção-Geral da Saúde.

A imunização durante a gestação é extremamente importante, pois pode ajudar a proteger tanto a mãe quanto o bebê. A vacina contra a gripe ajuda na prevenção de complicações decorrentes dessa doença viral, que podem ser especialmente perigosas para mulheres grávidas.

Além disso, estudos científicos têm demonstrado que tomar a vacina da gripe durante a gravidez não representa riscos significativos para o feto. Pelo contrário, ela pode até mesmo conferir uma proteção indireta ao recém-nascido nos primeiros meses de vida.

É fundamental ressaltar que essa recomendação se baseia em evidências científicas e em análises rigorosas realizadas por especialistas na área da saúde. Portanto, é importante seguir essas orientações e buscar informações confiáveis sobre os benefícios e segurança das vacinas disponíveis.

Lembre-se: cuidar da sua saúde durante esse período tão especial é essencial para garantir o bem-estar tanto seu quanto do seu bebê. Vacinar-se contra a gripe faz parte desse cuidado preventivo e pode contribuir para uma gravidez tranquila e saudável.

Vacina da gripe é segura para gestantes?

É um equívoco acreditar que as mulheres grávidas não devem receber a vacina contra a gripe. Na verdade, as gestantes são consideradas um grupo prioritário pela Direção-Geral da Saúde e é fortemente recomendado que elas sejam imunizadas contra essa doença.