O Processo de Produção da Vacina da Gripe: Descubra Como É Feito

Como É Feita A Vacina Da Gripe

A vacina contra a gripe do Butantan é produzida com vírus fragmentado e inativado. Para um maior controle das etapas de fragmentação e inativação, todos os lotes são submetidos a um processo de padronização de concentração antes de seguirem para essas etapas. 5 Ebr. 2023

Como a vacina contra a gripe é produzida?

A vacina contra a gripe é classificada como inativada. Isso significa que ela é feita a partir de vírus da gripe que foram alterados ou mortos, ou até mesmo compostos por suas partículas. Em outras palavras, a vacina contém o vírus Influenza inativo em sua formulação, o que impede que ela cause a doença.

Como a vacina da gripe é produzida anualmente?

Anualmente, a Anvisa realiza uma análise da formulação das vacinas contra a gripe que serão utilizadas no Brasil. Essa avaliação leva em consideração as cepas mais prevalentes tanto no país quanto ao redor do mundo durante o ano anterior. Com base nesse levantamento, a agência determina como os imunizantes devem ser preparados para garantir sua eficácia.

Confira: “Saiba mais sobre as distinções entre gripe e resfriado, informações essenciais que você precisa conhecer.

Idade recomendada para tomar a vacina da gripe

A vacina contra a gripe pode ser aplicada em crianças a partir dos 6 meses de idade, desde que não haja nenhuma contraindicação.

Quais são as contraindicações da vacina da gripe?

Pessoas que apresentam alergia grave com risco de morte (anafilaxia) a algum componente da vacina contra a gripe, ou que já tiveram essa reação após receber uma dose do imunizante, são contraindicadas para tomar a vacina. No entanto, de acordo com informações da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), indivíduos com alergia ao ovo podem receber a vacina contra o Influenza sem problemas.

Assista ao vídeo a seguir e descubra algumas razões que não devem ser obstáculos para alguém receber a vacina.

Confira também: Perguntas frequentes sobre a gripe – conheça as principais dúvidas!

Quantas doses são necessárias da vacina contra a gripe?

Para crianças entre 6 meses e 8 anos, a recomendação é receber duas doses da vacina em sua primeira imunização, com um intervalo de um mês. Nos anos seguintes, uma única dose é suficiente. A partir dos 9 anos de idade, apenas uma dose anual é necessária para manter a proteção adequada.

Necessidade de tomar a vacina contra gripe novamente ao chegar no Brasil após ter sido vacinado em outro país

Se você já recebeu a vacina contra gripe em países do Hemisfério Norte, como os Estados Unidos, é recomendado que você também tome a vacina aqui no Brasil. Isso ocorre porque a composição da vacina pode variar de acordo com as cepas mais prevalentes nesses países.

You might be interested:  Restrições para Pessoas com Tuberculose

Processo de fabricação da vacina

As vacinas são produzidas a partir de germes que foram mortos ou enfraquecidos. A vacinação tem um impacto tão significativo que previne cerca de 2 a 3 milhões de mortes todos os anos, sendo considerada a forma mais segura e eficaz de proteger toda a população contra doenças potencialmente perigosas, como difteria, tétano, coqueluche, influenza e sarampo.

– Difteria

– Tétano

– Coqueluche

– Influenza (gripe)

– Sarampo

Tempo necessário para a vacina da gripe fazer efeito no corpo

Após a administração, leva aproximadamente de 2 a 3 semanas para que a vacina contra a gripe comece a produzir anticorpos eficazes contra o vírus.

Produção das vacinas contra a Influenza: como é feito?

Além disso, vale ressaltar alguns benefícios importantes da vacinação contra a Influenza:

– Prevenção: A vacina reduz significativamente o risco de contrair a gripe e suas complicações.

– Proteção coletiva: Ao se imunizar, você também contribui para evitar a disseminação do vírus na comunidade.

– Segurança: As vacinas passam por rigorosos testes antes de serem disponibilizadas ao público.

– Eficácia: Embora possa não oferecer 100% de proteção contra todos os tipos de vírus influenza, estudos mostram que ela reduz as chances de desenvolver formas graves da doença.

Portanto, não deixe de tomar sua dose anual da vacina contra a Influenza e aproveite todos esses benefícios!

Reações da vacina contra a gripe: o que esperar?

Após receber a vacina contra a gripe, é comum experimentar algumas reações como dor no local da aplicação, sensação de cansaço e sonolência, e ocasionalmente uma leve elevação da temperatura corporal.

A seguir, apresentamos uma lista dos possíveis efeitos que podem ocorrer após a administração de uma dose:

Efeitos colaterais da vacina contra a gripe: é possível ficar gripado?

A vacina contra a gripe não tem o poder de causar gripes, pois o vírus presente na vacina está inativo.

A vacina contra a gripe não causa a gripe – entenda por quê

A vacina contra a gripe é feita com vírus inativados, o que significa que eles não estão ativos e não podem causar a doença. Essa vacina é segura e eficaz para prevenir a gripe.

1. Reduz o risco de contrair a gripe

2. Diminui as complicações relacionadas à doença

3. Protege grupos vulneráveis, como idosos e crianças pequenas

4. Ajuda a evitar hospitalizações por causa da gripe

5. Contribui para reduzir os casos graves da doença

É importante ressaltar que tomar a vacina anualmente é fundamental para manter-se protegido contra os diferentes tipos de vírus gripais que circulam cada temporada.

Início da Campanha de Vacinação contra a Gripe

Geralmente, a imunização contra a gripe tem início em março nas clínicas particulares e em abril nos postos de saúde públicos.

Quem fabrica a vacina?

Diversos profissionais desempenham um papel fundamental na pesquisa e desenvolvimento de vacinas e medicamentos. Biólogos, farmacêuticos, médicos e biomédicos são alguns exemplos desses especialistas que se dedicam a encontrar soluções para doenças. Essa busca pela cura requer o trabalho conjunto de equipes multidisciplinares.

Os biólogos têm uma participação importante nesse processo, pois estudam os organismos vivos em seus diferentes aspectos. Eles investigam como as doenças afetam o corpo humano e buscam compreender melhor os mecanismos envolvidos no surgimento das enfermidades.

Já os farmacêuticos desempenham um papel crucial na descoberta de novas substâncias químicas com potencial terapêutico. Eles trabalham no desenvolvimento de medicamentos eficazes para tratar diversas condições médicas, além de garantir a segurança dos produtos disponibilizados aos pacientes.

You might be interested:  Entendendo a Tuberculose: Uma Visão Geral da Doença

Os médicos também estão entre os profissionais envolvidos nesse processo, pois possuem conhecimentos clínicos essenciais para identificar as necessidades dos pacientes e avaliar a eficácia dos tratamentos propostos. Sua experiência prática contribui diretamente para o avanço da ciência médica.

Por fim, tem-se os biomédicos que atuam na interface entre a biologia e a medicina. Esses profissionais aplicam técnicas laboratoriais avançadas para realizar pesquisas científicas voltadas ao diagnóstico precoce de doenças ou à descoberta de novas terapias promissoras.

Onde Receber a Vacina da Gripe?

A vacina trivalente está disponível gratuitamente nos serviços de saúde públicos, enquanto a versão quadrivalente só pode ser encontrada em clínicas privadas. Se você deseja uma proteção adicional contra as cepas mais comuns do vírus para você e sua família, a Beep Saúde é uma opção confiável.

Com a Beep, você recebe proteção adicional e não precisa se deslocar até um posto de saúde ou clínica particular para receber sua vacina. Nós oferecemos o serviço de vacinação domiciliar, levando a imunização diretamente até você em sua residência. Essa opção é muito mais conveniente e segura.

Aproveite e marque uma visita conosco. Estamos disponíveis todos os dias da semana, inclusive nos feriados.

Base da vacina: qual é?

No entanto, as vacinas mais recentes não contêm diretamente o antígeno em si. Em vez disso, elas contêm uma matriz que permite a produção dos antígenos dentro do nosso próprio organismo. Isso significa que as células do nosso corpo recebem instruções para produzir os antígenos da gripe e assim estimular a resposta imune.

Criador da vacina contra a gripe

Uma estratégia da Organização Mundial da Saúde (OMS) definiu o desenvolvimento e a produção de uma vacina contra a gripe causada pelo vírus Influenza aviário A (H7N9). Essa medida foi tomada como precaução diante do risco iminente de uma pandemia causada por esse vírus específico. Dentre os laboratórios escolhidos para produzir e fornecer essa vacina, o Instituto Butantan, localizado no Brasil, foi um dos selecionados.

O Instituto Butantan é reconhecido internacionalmente pela sua expertise na produção de soros e vacinas. Com mais de 100 anos de história, ele tem sido fundamental no combate a diversas doenças ao longo dos anos. Agora, com a responsabilidade de fabricar a vacina contra o H7N9, o instituto se torna parte importante das medidas globais para prevenir uma possível pandemia.

A produção dessa vacina envolve um processo complexo que requer conhecimento científico avançado e rigorosos padrões de qualidade. Primeiramente, é necessário isolar o vírus H7N9 em laboratório para obter amostras puras do mesmo. Em seguida, essas amostras são cultivadas em células vivas ou ovos embrionados até atingirem níveis suficientes para serem utilizadas na formulação da vacina.

Por fim, a vacina é formulada com adjuvantes – substâncias que potencializam a resposta imunológica do organismo – e envasada em doses individuais. Ela passa por testes rigorosos de qualidade antes de ser distribuída para uso público. É importante ressaltar que todo o processo de produção da vacina segue diretrizes estabelecidas pela OMS e órgãos regulatórios nacionais, garantindo sua segurança e eficácia.

P.S.: A produção de uma vacina contra um vírus específico como o H7N9 é uma medida preventiva crucial para evitar possíveis pandemias. O Instituto Butantan, reconhecido mundialmente por sua excelência na área da saúde, foi selecionado como um dos laboratórios responsáveis pela fabricação dessa vacina. Com isso, o Brasil contribui ativamente nas estratégias globais de combate à gripe aviária.

You might be interested:  Intervalo entre as doses da vacina contra a rubéola

A eficácia da vacina contra a gripe

A efetividade da vacina contra a gripe pode variar por diversos motivos. Um deles é a quantidade de pessoas que recebe o imunizante. Quanto maior for a cobertura vacinal, ou seja, quanto mais pessoas forem vacinadas, maior será o impacto na redução da incidência da doença. Isso ocorre porque quando um grande número de indivíduos está protegido pela vacina, há uma diminuição na circulação do vírus influenza e consequentemente menos chances de contágio.

Outro fator que influencia na efetividade da vacina é o tipo de gripe mais comum em cada período sazonal. A composição da vacina é atualizada anualmente para se adequar aos tipos e subtipos do vírus influenza que estão circulando no momento. No entanto, como existem diferentes cepas do vírus e estas podem sofrer mutações ao longo do tempo, algumas vezes a escolha das cepas incluídas na vacina pode não ser totalmente precisa.

Apesar desses desafios, estudos mostram que a vacinação contra a gripe ainda é capaz de reduzir significativamente os casos da doença durante sua sazonalidade. Em média, estima-se que ela possa reduzir entre 40% e 60% dos casos em toda população imunizada. Além disso, mesmo nos casos em que ocorre infecção após a aplicação da vacina, observa-se uma menor gravidade dos sintomas e menor chance de complicações decorrentes da doença.

P.S.: É importante ressaltar que além das medidas preventivas como lavagem frequente das mãos e uso correto de máscaras faciais, a vacinação contra a gripe é uma das principais estratégias para reduzir o impacto da doença na população. Portanto, é fundamental que as pessoas estejam conscientes da importância de se vacinar anualmente e seguir as recomendações dos órgãos de saúde.

Obrigatoriedade da vacina influenza para mim?

A vacina contra a gripe não é obrigatória, mas é altamente recomendada para certos grupos de pessoas. Esses grupos incluem crianças pequenas, idosos, gestantes e indivíduos com doenças crônicas ou imunossupressão. Embora a vacinação não seja uma garantia absoluta de proteção contra a gripe, ela reduz significativamente o risco de contrair a doença e suas complicações.

Para entender como a vacina da gripe é feita, primeiro precisamos saber que existem diferentes tipos de vírus influenza em circulação. A cada ano, os especialistas em saúde pública identificam as cepas mais prováveis ​​de causar infecções durante a temporada de gripes. Com base nessas informações, são desenvolvidas as formulações das vacinas.

A produção da vacina começa com o cultivo dos vírus selecionados em ovos embrionados de galinha ou células cultivadas em laboratório. Os vírus são então inativados ou enfraquecidos para que possam ser administrados no organismo sem causar doença grave.

Após essa etapa inicial do processo produtivo da vacina da gripe, os antígenos virais (proteínas do vírus) são purificados e combinados com outros componentes para aumentar sua eficácia e estabilidade. Essa combinação pode incluir adjuvantes – substâncias que estimulam uma resposta imune mais forte – além de conservantes para preservar a qualidade do produto final.

Uma vez pronta, a vacina é distribuída aos postos de saúde e clínicas médicas antes do início da temporada gripal. É importante ressaltar que a vacina da gripe deve ser administrada anualmente, pois as cepas do vírus influenza podem mudar de um ano para o outro. Portanto, mesmo que você tenha se vacinado no ano anterior, é necessário receber uma nova dose para estar protegido contra as cepas mais recentes.